Aumenta o custo de links patrocinados

 

O relatório “Paid Search Trends” desenvolvido pela iProspect EUA (agência de performance digital presente em 54 países) mostra que as mudanças nas estratégias de comunicação e nos mecanismos de busca resultaram num aumento dos custos de links patrocinados e segmentou ainda mais as campanhas no ano de 2017. O estudo liderado pela agência dos Estados Unidos teve como base o rastreamento de 220 mil campanhas online em múltiplos países referentes à 2500 contas do Google Adwords.

O resultado deste estudo mostra que a publicidade no meio digital ficou ainda mais competitiva, gerando a necessidade de investimentos mais altos para dispositivos mobile e na modalidade Shopping Ads. Este comportamento deve-se a predominância, cada vez mais evidente, da navegação online ser feita através de dispositivos portáteis e de novos formatos apelativos para o shopping ads. O Custo por Clique (CPC) de links patrocinados e do shopping ads subiu 25%, de 2016 para 2017, este aumento deve-se, além dos motivos mencionados, também pelas constantes mudanças no algoritmo de busca. O CPC não foi o único a valorizar, o CTR (taxa de cliques por 1000 impressões) também elevou ao longo do ano de 2017, assim como o valor de conversão. “A jornada do consumidor está cada vez mais integrada, tendo o digital como grande norteador. As marcas devem estar preparadas para inserir-se corretamente neste contexto e com o orçamento necessário.” Disse a representante das Operações da Iprospect.

A pesquisa constatou que o CTR do buscador Bing foi 57% maior do que o do Google e que houve uma diminuição no volume de cliques em 18%, em 2017. Assim, o crescimento dos cliques em telemóveis e tablets não foi suficiente para superar a queda que houve nos desktop o que mostra uma mudança significativa na postura do consumidor. A agência responde a estas estatísticas como uma migração para plataformas com Amazon, uma tendência que deve continuar.
.